Quase a Chover

Às vezes apetece-me respirar um vento forte
Neste local tão rico de lendas e histórias passadas
Desejo muito atrasar todas as horas da morte
Por saber que ainda há histórias não contadas.

Sinto que o sol aquece a alma e amolece o espírito
E o vento forte desafia toda a nossa energia
O rio fica agitado e mais intensifica o seu hálito
Queria respirar este bom oxigénio todo o dia.

Casas e janelas viradas de costas para o rio
Fazem crescer a fome de querer ver beleza
O cimento e o alcatrão crescem sem brio
E toda uma população se contenta com tristeza.


Comentários

Hellag disse…
gosto das tonalidades
Rita disse…
Este blogue está a ficar cada vez melhor,vou segui-lo!! :D

Mensagens populares